Boa Vista/RR

Boa Vista foi o primeiro povoado caracteristicamente urbano de Roraima. No
século XIX, quando inúmeras fazendas estabeleceram-se ao longo dos rios que
compõe a bacia do Rio Branco, teve início a formação de um pequeno povoado que
se chamou Freguesia de Nossa Senhora do Carmo.

Em 09 de julho de 1890, pelo Decreto estadual nº 49, a Freguesia de Nossa
Senhora do Carmo foi elevada à categoria de Município de Boa Vista do Rio
Branco, pelo governador do Amazonas Augusto Ximeno de Villeroy. A instalação do
município foi feita, em nome do Governador, pelo Capitão Fábio Barreto Leite,
em 25 de Julho do mesmo ano.

O primeiro prefeito de Boa Vista foi o Coronel João Capistrano da Silva Mota. Os
primeiros vereadores, denominados na época de intendentes, foram José Francisco
Coelho e José Gonzaga de Souza Junior.

Na década de 1930, uma fazenda do Império, que deu origem a um pequeno núcleo
populacional formado nas terras ao redor, passou a chamar-se Boa Vista, e deu
nome definitivo ao lugar.

Pelo decreto 5.812 de 13 de setembro de 1943, o município de Boa Vista se
desmembrou do estado do Amazonas e passou a ser Território Federal do Rio
Branco, no mandato do presidente Getúlio Vargas. O primeiro governador foi o
Capitão Ene Garcez dos Reis. A cidade tornou-se capital do Território Federal
em 1944.

Em 1962 houve a mudança de nome do território para Roraima, pela lei nº 4.182,
de 13 de dezembro, promulgada pelo Congresso Nacional a pedido do deputado
Gilberto Mestrinho. Em 1988 foi criado o Estado de Roraima.

A capital está localizada à margem direita do Rio Branco. O clima é quente e
úmido, com duas estações climáticas bem definidas: a estação das chuvas, de
abril a setembro, e o verão, de outubro a março. A temperatura varia de 20° a
38°C, sendo a média anual em torno de 27,4º C.

A arquitetura das áreas mais antigas, próximas ao rio, realça o estilo da virada
do século XIX e XX: o neoclássico, que tentou reerguer com certo romantismo as
formas romanas e gregas da antiguidade. Os traços neoclássicos podem ser
facilmente identificados nos contornos umbrais da cidade.

A cidade é plana, quem vê do alto pela primeira vez fica impressionado com o
traçado urbano moderno e pela sua arborização. As avenidas largas convergem
para o Centro, num leque urbano planejado nos anos 30 pelo arquiteto Alexandre
Dernusson, que lembra a antiga Paris.

Boa Vista está a uma altitude de 90m acima do nível do mar, a 2º 49’ 17” de
latitude norte e 60º 39’ 50” de longitude ocidental e possui uma área de,
aproximadamente, 5.711,9 km². Quanto ao fuso horário, Boa Vista está 1 hora a
menos que Brasília.

Situada no Hemisfério Norte, a cidade limita-se ao Norte com os municípios de
Normandia, Pacaraima e Amajari; ao Sul, com os municípios de Mucajaí e Alto
Alegre; a Leste, com os municípios de Bonfim, Cantá e Normandia e a Oeste com o
município de Alto Alegre.

A imigração em massa para Boa Vista começou em 1980, com a descoberta do
garimpo. Em 1950 a população era de 5.132 habitantes.

Fonte: Prefeitura Municipal de Boa Vista/RR

Flag Counter